Polícia

PF incinera mais de 16 toneladas de drogas apreendidas na fronteira

Entorpecentes foram apreendidos na região durante o período de agosto a outubro

Marcos Morandi Publicado em 08/10/2021, às 11h57

Agentes acompanham destruição de entorpecentes apreendidos na região
Agentes acompanham destruição de entorpecentes apreendidos na região - PF/Divulgação

Durante a manhã desta sexta-feira (8), 16,5 toneladas de drogas foram destruídas pela Delegacia da Polícia Federal, em Ponta Porã, cidade que faz fronteira com Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

Os entorpecentes foram escoltados por um comboio composto por policiais federais, que seguiu até o forno de uma usina em Dourados. O grande volume de drogas é consequência do número de flagrantes realizados, provenientes de diversas forças policiais, inclusive apreensões da própria delegacia.

Entre as drogas incineradas, estão grandes quantidades de maconha, já que o país vizinho é um dos maiores produtores mundiais desse tipo de droga. As apreensões são direcionadas à PF, desde que configurada a transnacionalidade ou interestadualidade do delito.

Para realização da queima, são necessárias autorizações de diversos órgãos, como Justiça Federal, Justiça Estadual e Vigilância Sanitária, além de um planejamento logístico complexo. Somente neste ano, a Polícia Federal em Ponta Porã incinerou 66 toneladas de drogas.

Jornal Midiamax