Polícia

Pedreiros retornam em obra e descobrem que dupla “fez limpa” no Natal

Dona do imóvel constatou que desde portas até fios do padrão de energia foram furtados

Graziela Rezende Publicado em 27/12/2021, às 14h05

Imóvel em construção onde ladrões invadiram e furtaram equipamentos
Imóvel em construção onde ladrões invadiram e furtaram equipamentos - Redes Sociais/Reprodução

Um dos pedreiros de uma obra, localizada na rua Osasco, Jardim Noroeste, em Campo Grande, foi até a delegacia, nesta segunda-feira (27), para denunciar que bandidos fizeram um limpa no local em que ele trabalha. Ao chegar, o homem sentiu falta de inúmeros objetos e constatou que até os fios do padrão de energia haviam sido furtados.

Conforme boletim de ocorrência, registrado por ele na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro Especializado de Polícia (Cepol), os funcionários da obra saíram do local na última sexta-feira (24), por volta das 15h30.

Hoje, ao retornar, o pedreiro contatou primeiro que duas portas haviam sido subtraídas, além de duas carriolas e fios do padrão de energia. Ao mesmo tempo, ele alegou que também não houve arrombamento. 

Horas depois, a proprietária do local, de 55 anos, esteve na delegacia. “O pedreiro fez o boletim de ocorrência porque muitas ferramentas eram dele e de outros funcionários. Depois eu voltei lá, fiz uma investigação mais detalhada e descobri um monte de coisas a mais que eles levaram. Ali estava passando viatura direto, então, nem me preocupei. Agora estamos atrás de câmeras, é muito triste esta situação”, alegou ao Jornal Midiamax. 

Além de informar o local onde câmeras possam ter flagrado as imagens do crime, a proprietária diz que constatou o furto de discos de corte para porcelanato e ferro, enxada, tomadas, além de outras ferramentas. Ela ainda informou que acredita que o furto ocorreu no último sábado (25), no período vespertino. 

Ao conversar com testemunhas, foi informado que dois rapazes, com idades aparentes entre 16 a 18 anos, estavam no local e desceram sentido a uma favela próximo a construção. 

O caso foi registrado como furto qualificado e está sendo investigado.

Jornal Midiamax