Polícia

Paraguaio é preso em Bonito com arma de caça e motosserra ilegal

A PMA (Polícia Ambiental de Bonito) prendeu um homem de 33 anos, por porte ilegal de arma de caça e também o autuaram em R$ 1 mil por posse ilegal de motosserra. Os policiais fiscalizavam, neste domingo (21) em uma propriedade rural, localizada a 28 km da cidade, onde aconteceu a prisão. Quando a PMA […]

Fábio Oruê Publicado em 21/03/2021, às 22h04 - Atualizado às 23h00

Itens aprendidos pela PMA. (Foto: Divulgação/ PMA)
Itens aprendidos pela PMA. (Foto: Divulgação/ PMA) - Itens aprendidos pela PMA. (Foto: Divulgação/ PMA)

A PMA (Polícia Ambiental de Bonito) prendeu um homem de 33 anos, por porte ilegal de arma de caça e também o autuaram em R$ 1 mil por posse ilegal de motosserra. Os policiais fiscalizavam, neste domingo (21) em uma propriedade rural, localizada a 28 km da cidade, onde aconteceu a prisão.

Quando a PMA chegou na proximidade da sede da fazenda depararam com o infrator, de nacionalidade paraguaia, que trabalhava como caseiro do local, portando uma espingarda calibre 22, com 16 munições sem documentação. Com ele também havia uma motosserra sem documentação ambiental (LPU – Licença de Porte e Uso). A arma, munições e a motosserra foram apreendidas.

Na fazenda estava somente o homem e seu filho de seis anos. O paraguaio recebeu voz de prisão pelo porte ilegal da arma e munições e foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Bonito, onde ele foi autuado em flagrante. A pena para este crime é de dois a quatro anos de reclusão. O Conselho Tutelar de Bonito foi acionado para as providências de atendimento à criança.

Pela motosserra ilegal, o homem foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1 mil. O uso de motosserra ilegal é crime ambiental, porém, só o transporte, ou a posse, não é crime. Por isso, o responsável responderá somente na esfera administrativa.

Jornal Midiamax