Polícia

Pai perde guarda de menina após estuprá-la e obrigar criança a assistir filmes pornográficos

Homem estuprava menina quando ela ia visitá-lo

Thatiana Melo Publicado em 20/10/2021, às 08h37 - Atualizado às 08h37

None
(Ilustrativa)

A Justiça determinou que um homem, de 36 anos, perdesse o poder familiar sobre a filha, de 8 anos, após estuprá-la sistematicamente sempre que a criança ia visitá-lo em uma cidade de Mato Grosso do Sul. Ele ainda foi condenado a pagar uma indenização à vítima.

Consta na denúncia que os estupros ocorriam sempre que a menina ia visitar o pai aos fins de semana, em 2019. Por diversas vezes, ele abusava da criança durante a noite, aproveitando-se do fato de que a vítima dormia na mesma cama, tocando suas partes íntimas por baixo de suas roupas. 

Ainda segundo a denúncia, sempre que a menina ia tomar banho, o acusado entrava no banheiro, sob o pretexto de ensaboá-la, passava as mãos em seus seios, sua vagina e suas nádegas. Em depoimento, a vítima ainda contou que o pai a obrigava a assistir filmes pornográficos durante a madrugada.

Ele acabou condenado a 18 anos de reclusão, regime fechado, direito de recorrer em liberdade, e também ao pagamento de R$ 5 mil de danos morais, com a perda do poder familiar. A sentença foi proferida no dia 11 deste mês.

Jornal Midiamax