Polícia

Paciente de ambulância que sumiu recebe alta e motorista não será punido

Após a ambulância que transportava paciente com sintomas de Covid-19 até o Hospital de Naviraí ter sido encontrada na noite desta terça-feira (5), a Prefeitura de Aral Moreira irá apurar o que de fato aconteceu. Todos os ocupantes, incluindo a paciente, o motorista, o médico e o enfermeiro, já tiveram alta e retornaram ao município […]

Danielle Errobidarte Publicado em 06/01/2021, às 15h28 - Atualizado em 07/01/2021, às 15h46

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação) - (Foto: Divulgação)

Após a ambulância que transportava paciente com sintomas de Covid-19 até o Hospital de Naviraí ter sido encontrada na noite desta terça-feira (5), a Prefeitura de Aral Moreira irá apurar o que de fato aconteceu. Todos os ocupantes, incluindo a paciente, o motorista, o médico e o enfermeiro, já tiveram alta e retornaram ao município de origem.

Conforme nota divulgada pela Prefeitura de Naviraí, assinada pelo gerente de saúde do município Ronaldo Alexandre, todos deram entrada no Hospital por volta das 3h30. A paciente, que estava com sintomas de coronavírus, se deslocava para o município para tratamento de Covid-19 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Ela passou por exames no Hospital, que descartaram o diagnóstico. “Os passageiros estavam clinicamente bem e apresentando sinais de fome e sede”, informou a nota.

O prefeito de Aral Moreira, Alexandrino Garcia, conversou com o Jornal Midiamax e explicou que o motorista da ambulância não deverá ser demitido, conforme apurações iniciais. “A princípio é descartada e demissão do funcionário, que é contratado da Prefeitura, inclusive após depoimento dos demais do médico e do enfermeiro, pois se trata de um bom funcionário”, afirmou o prefeito.

As apurações da Prefeitura indicam que o motorista realmente teria buscado uma rota mais curta para o trajeto até Naviraí, mas acabou atolando em uma estrada vicinal de difícil acesso. “Geralmente as vagas de UTI são liberadas para nosso município somente em Dourados ou Ponta Porã. Como se tratava da vaga zero, foi liberado para Naviraí”, disse Alexandrino.

Confira abaixo a nota na íntegra

Paciente de ambulância que sumiu recebe alta e motorista não será punido

O ‘sumiço’

Ambulância da prefeitura de Aral Moreira sumiuno final da noite desta segunda-feira (04). Até o momento, não há vestígios sobre o paradeiro do veículo e os ocupantes são dados como desaparecidos. De acordo com Jaqueline Martins da Silva, diretora administrativa do hospital da cidade, o veículo modelo Ducato semi UTI (Unidade de Terapia Intensiva) saiu às 23h40 para levar a paciente até Naviraí, onde estão sendo tratados casos da doença. Além da mulher, estavam o motorista, o enfermeiro e o médico que é diretor clínico.

Segundo Jaqueline, após passar o tempo previsto de chegada, como ninguém apareceu, funcionários do hospital de Naviraí entraram em contato com o hospital de Aral Moreira, relatando a ausência. As equipes tentaram contato com os ocupantes da ambulância, mas sem sucesso. O veículo foi encontrado por um indígena na fazenda Marciel Cuê, próximo ao distrito de Bonfim em Laguna Carapã, na noite desta terça-feira (5) e estava atolada em uma estrada vicinal.

Jornal Midiamax