Polícia

Operação que investiga fraude em concurso da UFMS começou com denúncia feita pela própria Fapec

Fapec foi responsável pela aplicação das provas do concurso

Danielle Errobidarte Publicado em 16/04/2021, às 15h35

Provas foram realizadas para cargo de técnicos em educação.
Provas foram realizadas para cargo de técnicos em educação. - (Foto: Arquivo Midiamax)

A Operação Aletheia, deflagrada pela Polícia Federal nesta sexta-feira (16), teve como alvo uma possível fraude em concurso para o cargo de técnico em educação da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). A investigação começou a partir de uma denúncia feita por membros da própria instituição responsável por aplicar as provas, a Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura).

Segundo nota divulgada pela Fundação, foi instaurado um procedimento interno e encaminhado toda a documentação para a Polícia Federal. “Esclarecemos ainda que tomamos tais providências para manter a segurança, transparência e lisura de todos os certames realizado”, afirma.

Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Campo Grande, expedidos pela 5ª Vara Federal da Capital, e por manifestação do Ministério Público Federal. Cerca de 16 policiais participaram da operação na manhã de hoje.

A investigação aponta fraude em concurso público, que a prova foi realizada pela FAPEC e contemplou ingresso em carreira do cargo de técnico em educação UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.  Não há informações sobre documentos apreendidos.

Já a UFMS, também por meio de nota, divulgou que “aguarda os desdobramentos da investigação da Polícia Federal (PF) na Fundação de Apoio ao Ensino, à Pesquisa e à Cultura (Fapec) e está à disposição da PF. Caso seja comprovada fraude, fará apuração de toda e qualquer irregularidade”.

Jornal Midiamax