Polícia

Operação ‘Pé na Estrada’ da PF desmantela organização criminosa do tráfico na fronteira

Uma operação para desmantelar uma organização criminosa de tráfico de drogas foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (29), em Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande. São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão. Os mandados são cumpridos em Ponta Porã e Dourados. Participam da operação cerca de 24 […]

Thatiana Melo Publicado em 29/01/2021, às 08h48 - Atualizado às 14h49

(Divulgação PF)
(Divulgação PF) - (Divulgação PF)

Uma operação para desmantelar uma organização criminosa de tráfico de drogas foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (29), em Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande. São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão.

Os mandados são cumpridos em Ponta Porã e Dourados. Participam da operação cerca de 24 policiais. As investigações começaram em 2020 depois de duas prisões pelo crime de tráfico de drogas. A polícia conseguiu na época apreender aproximadamente 14,5 toneladas de maconha. Após isso, foi identificada a organização criminosa responsável pelo envio de carregamentos de drogas, a partir da região fronteiriça Brasil/Paraguai para diversos Estados do país.

O grupo também cuidava da logística do transporte de drogas e utilizava caminhões carregados com grãos para ocultar a droga. Durante as buscas em um dos endereços foi encontrado um veículo com compartimento oculto para transporte de drogas em preparação, vulgarmente conhecido como “mocó”.

Além disso, ocorreram duas prisões em flagrante por posse irregular de arma de fogo e munições. Também foram apreendidos 4 mil reais em espécie e dois veículos de alto valor aquisitivo.

Nome da operação

O nome da operação faz referência ao grupo de mensagens em aplicativo que a organização utilizava para trocar informações entre os “batedores” de estrada, termo utilizado para designar pessoas que comunicam a existência de barreiras policiais.

Além disso, ocorreram duas prisões em flagrante por posse irregular de arma de fogo e munições. Também foram apreendidos 4 mil reais em espécie e dois veículos de alto valor aquisitivo.

Jornal Midiamax