Polícia

De jóias a carros de luxo, PF apreendeu fortuna durante cumprimento de mandados em Corumbá

Dois dos veículos apreendidos seriam avaliados em quase R$ 900 mil

Guilherme Cavalcante Publicado em 29/04/2021, às 10h36

Uma das residências que foram alvos de cumprimento de mandados
Uma das residências que foram alvos de cumprimento de mandados - Foto: PF | Divulgação

Policiais Federais que cumpriram mandados na Operação Mamom, em Corumbá, na manhã desta quinta-feira (29), depararam-se com uma fortuna em bens imóveis, jóias, dinheiro vivo e veículos de luxo. Os itens, avaliados em aproximadamente R$ 8 milhões, foram apreendidos e sequestrados por ordem do juiz Dalton Igor Kita Conrado, da 5ª Vara Federal de Campo Grande.

[Colocar ALT]
Porsche Porsche 718 Boxter apreendido é avaliado em R$ 449 mil | Foto: Divulgação | PF

Ao todo, 4 imóveis e 61 veículos foram apreendidos - alguns deles, de luxo -, em atendimento a ordem que também determinou bloqueio de valores em contas bancárias dos alvos. A suspeita é que os itens sejam fruto de esquema ilícito de lavagem de dinheiro fruto de tráfico de drogas e contrabando, que apenas em 2020 teria movimentado aproximadamente R$ 20 milhões à organização criminosa.

Conforme a conclusão do inquérito, quatro empresas, que seriam de fachada, foram utilizadas para lavar o dinheiro de origem ilícita. Além delas, “laranjas” também seriam usados para camuflar a origem dos valores, em esquema que envolveria até operadoras de crédito e o sistema bancário.

[Colocar ALT]
PF também apreendeu cheques, jóias, quantias em dinheiro e uma arma de fogo | Foto: Divulgação | PF

Chamam atenção carros de luxo, como um Porsche 718 Boxter, que 0km custa a partir de R$ 449 mil. Já o Ford Mustang é avaliado em R$ 397 mil, no modelo 2021 0km. A PF também compartilhou imagens de casa de luxo, bloqueada por ordem judicial, além de joias e quantias em dinheiro, que estavam dentro de um cofre. Também houve apreensão de uma arma de fogo.

Segundo o titular do DRCOR (Delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado), delegado Leonardo Nogueira Rafaini, a apreensão de bens é uma diretriz que a PF vem adotando nos últimos anos no combate aos crimes de tráfico, atravez da descapitalização financeira das organizações e prisão de seus líderes. 

A PF ainda não divulgou o balanço das apreensões.

Alvos

Um dos alvos foi uma loja de conveniência localizada na Rua Major Gama, no Centro de Corumbá, que pertenceria à família do vereador Alex Prado Della (Republicanos). Uma garagem de veículos que fica na Rua Edu Rocha, no bairro Aeroporto, também foi alvo das buscas - um chaveiro precisou ser acionado para abrir a propriedade. A reportagem buscou contato com o vereador por celular, mas as ligações não foram atendidas. Ao Diário Corumbaense, a assessoria do vereador negou que Della fosse alvo da operação.

Jornal Midiamax