Polícia

Operação da PF contra tráfico de drogas e armas prende líderes do PCC na fronteira de MS; veja fotos

Dinheiro e munições de grosso calibre foram apreendidos na tarde deste domingo

Gabriel Maymone Publicado em 03/10/2021, às 20h54

Munições apreendidas na operação 'Escritório do Crime'
Munições apreendidas na operação 'Escritório do Crime' - Divulgação

Operação 'Escritório do Crime" deflagrada na tarde deste domingo (03) pela Polícia Federal prendeu 4 criminosos ligados ao alto escalão do PCC na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai por tráfico internacional de drogas e armas. A ação foi realizada simultaneamente nas cidades de Ponta Porã (MS) e Pedro Juan Caballero (Paraguai).

Entre os presos está Anderson Meneses de Paula, o "Tuca", que tem ligação com o narcotráfico, assalto a bancos e caixas eletrônicos, segundo as autoridades, além de possuir perfil violento.

A investigação apurou que "Tuca" conta com a confiança do alto escalão da facção, assumindo a função de explosivista.

Além dele, foram presos Willian Meira do Nascimento, o "Bruxo", que também é especialista em explosivos. Também foram alvos da operação a brasileira Francisca Kelly, esposa de "Tuca" e o paraguaio Alfredo Giménez Larrea.


Munições apreendidas na operação 'Escritório do Crime' - Foto: Divulgação / PF

Conforme nota da PF, em razão da periculosidade dos alvos, participaram da ação equipes do Comando de Operações Táticas e Grupo de Pronta Intervenção.

Foram cumpridos outros 8 mandados de busca e apreensão em Ponta Porã, com a apreensão de diversos bens e valores, bem como munições de grosso calibre.

Os investigados poderão responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas (Art. 33, c/c 40, I da Lei 11.343/06), organização criminosa (Art. 2º, caput, da Lei nº 12.850/13) e tráfico internacional de armas de fogo (Art. 18 da Lei 10826/03 do Código Penal) cujas penas somadas podem ultrapassar 30 anos de prisão.

Veja fotos divulgadas pela PF sobre a operação:

Jornal Midiamax