Polícia

Operação contra ‘gatos’ de energia mira comércios de Campo Grande e prende 4

Contas estavam muito abaixo do padrão de consumo

Renata Portela Publicado em 28/09/2021, às 13h48

Ação conduziu quatro para a delegacia
Ação conduziu quatro para a delegacia - (Divulgação, PCMS)

Na manhã desta terça-feira (28), teve início uma operação contra furto de energia elétrica na região norte de Campo Grande, os ‘gatos’. Ao todo, 37 estabelecimentos foram pontuados pela Energisa e até o momento quatro foram verificados, sendo que foi constatada irregularidade e os proprietários autuados em flagrante.

Conforme o delegado Enilton Zalla, titular da 2ª Delegacia de Polícia Civil, a Energisa acionou a Polícia Civil após identificar irregularidade nos estabelecimentos comerciais. Assim, foi solicitado o apoio para que, junto com equipes policiais, seja feita a verificação. “Conseguimos flagrar quatro estabelecimentos comerciais, que foram autuados em flagrante”, esclareceu.

(Divulgação, PCMS)

Ainda segundo o delegado Zalla, como o trabalho é minucioso, ainda deve continuar nos próximos dias até que todos os pontos sejam checados. Os quatro empresários que foram detidos em flagrante pagam fiança e são liberados, sendo que foram arbitradas fianças de um a três salários mínimos.

“Foram duas conveniências, um escritório de investimentos e um depósito de embalagens”, confirmou o delegado. A autoridade policial esclareceu ainda que a Energisa analisa as unidades consumidoras e tem um histórico do padrão de consumo. Assim, quando o valor não condiz com o estabelecimento, é feita verificação.

Em um dos estabelecimentos, o consumo médio era de R$ 5 mil por mês e, atualmente, estava em R$ 1,5 mil. Segundo o delegado, os comércios estavam furtando energia há quatro ou cinco meses. “É importante ressaltar que todo desvio de energia acaba dividido entre todos nós. É um crime que todo mundo paga”, finalizou o delegado.

A ação continua e ainda deve acontecer em outros bairros de Campo Grande.

Jornal Midiamax