Polícia

Oficial da Marinha paraguaia é executado por pistoleiros encapuzados

A Polícia Nacional investiga a participação de pelo menos três pessoas no crime. O oficial já tinha sofrido um ataque

Marcos Morandi Publicado em 28/09/2021, às 08h39

Enquanto os carros bloqueiam a rua, pistoleiros atiram contra o oficial
Enquanto os carros bloqueiam a rua, pistoleiros atiram contra o oficial - Via WhatsApp

O chefe do Estado-Maior do Arsenal da Marinha do Paraguai, capitão Humberto Ismael Fleitas Giménez, de 49 anos, foi assassinado na manhã de terça-feira (28) no bairro de San Miguel, em San Lorenzo, no Departamento Central. A polícia investiga a participação de pelo menos três pessoas no crime.

Segundo informações da Polícia Nacional, dois veículos interceptaram a vítima, que dirigia um Nissan Sentra. Primeiro, um dos carros dos criminosos bloqueou a frente da vítima, que ao tentar fugir, bateu em outro carro na parte de trás.

Posteriormente, segundo informações publicadas pelo ABC Color, pelo menos três criminosos encapuzados com armas em mãos saíram dos dois veículos e atiraram no homem em segundos, de acordo com imagens de vídeo em circuito fechado.

Os vizinhos da área onde aconteceu o crime comentaram que o capitão já havia sido vítima de um ataque semelhante há um mês. Na ocasião, o militar foi alertado sobre um veículo suspeito.

Jornal Midiamax