Polícia

Na pandemia, demanda por droga aumenta e apreensões quase dobram em MS

Foram 136.176,1 quilos de drogas tiradores de circulação de janeiro a março

Renan Nucci Publicado em 15/04/2021, às 13h26

Policial do DOF em uma ocorrência de apreensão de maconha em MS
Policial do DOF em uma ocorrência de apreensão de maconha em MS - Divulgação

Números divulgados pela Sejus (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) apontam que as apreensões de droga quase dobraram durante a pandemia do coronavírus (Covid-19), em Mato Grosso do Sul. Nos primeiros três meses de 2021, o saldo já é 179% maior do que no mesmo período do ano passado.

O resultado se deve ao aumento na demanda de consumo, bem como à intensificação do trabalho policial.  Foram 136.176,1 quilos de drogas tiradores de circulação de janeiro a março deste ano, contra 48.817 no ano passado. Este aumento foi de 116% na Capital e 209% nas cidades do interior do Estado. 

A droga que teve maior crescimento de apreensão foi a maconha, chegando a 179%, de 47.956,7 quilos em 2020 para 133.629,3 quilos neste ano. “Hoje somos recordistas nacionais em apreensões de drogas, além disso somos o Estado que mais esclarece homicídios no Brasil, com índice superior a 70%”, diz o secretário Antonio Carlos Videira, titular da Sejusp.

Jornal Midiamax