Polícia

Na fronteira, festa clandestina tinha 500 pessoas aglomeradas

A Polícia Militar fechou durante a madrugada de domingo (31), em Ponta Porã, município localizado na fronteira com o Paraguai, a 346 quilômetros de Campo Grande, uma festa clandestina que contava com 500 pessoas aglomeradas. O evento desrespeitava as medidas de segurança impostas pelas autoridades de Saúde em razão da pandemia do coronavírus (Covid-19). Conforme […]

Renan Nucci Publicado em 01/02/2021, às 14h21 - Atualizado às 15h13

(Ilustrativa)
(Ilustrativa) - (Ilustrativa)

A Polícia Militar fechou durante a madrugada de domingo (31), em Ponta Porã, município localizado na fronteira com o Paraguai, a 346 quilômetros de Campo Grande, uma festa clandestina que contava com 500 pessoas aglomeradas. O evento desrespeitava as medidas de segurança impostas pelas autoridades de Saúde em razão da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Conforme apurado, durante fiscalização, a equipe recebeu denúncia de que em bairro da área norte estava sendo realizado evento não autorizado. Quando os militares chegaram, o grupo se dispersou. Vários jovens fugiram pulando muros, subindo nos telhados e invadindo residências alheias. Um rapaz de 18 anos foi identificado como responsável pela festa.

Ele disse que, inclusive, teria alugado o imóvel. Lá havia ainda várias motos sem documentação e sem placas de identificação. Os veículos irregulares foram apreendidos e encaminhados ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito). Um adolescente de 17 anos foi flagrado com droga. Os envolvidos identificados vão responder por infração de medida sanitária.

Jornal Midiamax