Polícia

Muros da casa de agente penitenciário são pichados com ameaças do PCC

Ele atua na cidade em que grupo teria incendiado casas

Renata Portela Publicado em 19/07/2021, às 12h46

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Muros da residência de um agente penitenciário em Nova Andradina, cidade distante 297 quilômetros de Campo Grande, foram pichadas com suposta ameaça do PCC (Primeiro Comando da Capital). Ele trabalha em Ivinhema, município onde um grupo incendiou casas e carros após a prisão de uma mulher na Operação Narcos Brasil.

Segundo as primeiras informações, o agente penitenciário teve a casa pichada na última sexta-feira (16), com ameaças que teriam partido da facção criminosa. O agente trabalha em Ivinhema, onde, no final de junho, casas e carros foram incendiados em retaliação à prisão de uma mulher. Uma pessoa acabou ferida.

O site Jornal da Nova informou que as ameaças contra os agentes de Segurança Pública partiram da organização criminosa que atua na região sul do Estado. Os membros estariam detidos no PED (Presídio Estadual de Dourados).

O caso é investigado pela Polícia Civil de Nova Andradina.  

Jornal Midiamax