Polícia

Mulher pede para marido prender cachorros e acaba agredida com coleira

Não só o homem, mas netos dele também a agrediram

Renan Nucci Publicado em 11/04/2021, às 15h02

None
Foto Ilustrativa

Uma mulher de 56 anos procurou a Polícia Civil na tarde de sábado (10), em Corumbá, alegando ter sido agredida com uma coleira pelo marido e pelos netos dele, depois de pedir para que ele prendesse os cachorros. Os fatos ocorreram em residência no Jardim Aeroporto e são investigados como lesão corporal, no âmbito da violência doméstica.

A vítima disse que pediu ao homem para que prendesse os cães, tendo em vista que era preciso realizar reparos na encanação de esgoto e os animais soltos atrapalham o trabalho. No entanto, ao invés de ajudá-la, ele decidiu provocá-la e deixou os bichos soltos pela casa, como forma de provocação.

Como se não bastasse, a neta ‘jogou ainda mais lenha na fogueira’ recomendando que ao invés de prender os cães, que o avô quebrasse os canos do esgoto e soltasse os animais contra a vítima. Ele então passou a bater na mulher com uma coleira. A neta dela aproveitou a situação e também a agrediu.

O neto dele, ao invés de separar a confusão, também bateu na vítima que acabou com óculo quebrado e ferimentos pelo corpo, como escoriações no joelho, braço e dedo. Foi registrado boletim de ocorrência na Polícia Civil e a agredida foi orientada a acionar o autor judicialmente, já que são recorrentes os casos.

Jornal Midiamax