Polícia

Mulher esconde 28 trouxinhas de cocaína no sutiã após ver Guarda e acaba presa em Campo Grande

Uma mulher e dois homens foram presos por tráfico de drogas na madrugada desta quinta-feira (07), após serem flagrados com trouxinhas de cocaína, no bairro Amambai, em Campo Grande. Ao ver a equipe da GCM (Guarda Civil Metropolitana), a mulher ainda escondeu a droga no sutiã para evitar a revista pessoal. De acordo com as […]

Dayene Paz Publicado em 07/01/2021, às 10h52

Mulher escondia 28 trouxinhas no sutiã. Imagem: Divulgação, GCM
Mulher escondia 28 trouxinhas no sutiã. Imagem: Divulgação, GCM - Mulher escondia 28 trouxinhas no sutiã. Imagem: Divulgação, GCM

Uma mulher e dois homens foram presos por tráfico de drogas na madrugada desta quinta-feira (07), após serem flagrados com trouxinhas de cocaína, no bairro Amambai, em Campo Grande. Ao ver a equipe da GCM (Guarda Civil Metropolitana), a mulher ainda escondeu a droga no sutiã para evitar a revista pessoal.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, os guardas faziam rondas na região, quando foram abordados por um moto entregador, informando ter visto dois homens em uma motocicleta “arrastando” uma mulher para uma construção abandonada, que fica na Avenida Salgado Filho.

Os guardas foram no local informado, onde encontraram três pessoas, dois homens de 27 e 52 anos, e uma mulher de 20 anos. Durante a abordagem, os homens foram revistados e a mulher se manteve distante. Após pedir a checagem no nome deles, a mulher tirou do seu sutiã um volume contendo várias trouxinhas de pasta base de cocaína.

Nesse momento ela ficou exaltada e teve que ser algemada. A mulher informou que a droga não pertencia a ela e que guardou no sutiã para evitar a revista dos guardas, a pedido dos homens. Já a dupla alegou que a droga era da mulher. O trio acabou levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Ainda, de acordo com a ocorrência, a motocicleta que estava com o trio não possuía registro de roubo ou furto. A cocaína pesou 21,5 gramas e foi levada para a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

Jornal Midiamax