Polícia

Mulher é autuada pela polícia por maus-tratos com cadela prenhe

Diego Alves Publicado em 04/05/2021, às 20h19

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) atuou uma mulher de 53 anos por maus-tratos a uma cadela em Nova Andradina, cidade a 296 quilômetros de Campo Grande.

Policiais ambientais receberam hoje (4) à tarde a comunicação de um caso de maus-tratos a animal recolhido ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Nova Andradina. Segundo os veterinários do centro de controle, eles haviam recebido denúncias de que uma cadela estaria em situação de maus-tratos em uma residência no bairro Bela Vista II, em Nova Andradina. Eles tinham confirmado a denúncia e recolheram para atendimento a cadela sem raça definida, que estava debilitada, desidratada e infestada de carrapatos que geravam ferimentos pelo corpo do animal, além de estar com uma das patas quebradas.

Além disso, a cadela estava grávida e durante os cuidados que recebia pariu oito filhotes. Sete dos cachorros morreram devido a uma doença parasitária adquirida. A PMA foi à residência da proprietária do animal (53), residente em Nova Andradina e ela não explicou os motivos de o animal estar com a pata quebrada e nem porque o descuido com o bicho. A mulher foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 1 mil. A infratora ainda responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais. A pena é de dois a cinco anos de reclusão.

Jornal Midiamax