Polícia

Motorista bêbado que tentou subornar policiais militares ganha liberdade provisória

Em audiência de custódia na manhã desta segunda-feira (15), foi definida a liberdade provisória do motorista de 57 anos, preso por dirigir embriagado no Bairro Amambaí em Campo Grande, no fim da tarde de sábado (13). Ele ainda teria tentado subornar os policiais. Conforme a Polícia Militar, a tentativa de suborno aconteceu quando os militares […]

Renata Portela Publicado em 15/03/2021, às 15h50

(Foto: Divulgação/PMMS)
(Foto: Divulgação/PMMS) - (Foto: Divulgação/PMMS)

Em audiência de custódia na manhã desta segunda-feira (15), foi definida a liberdade provisória do motorista de 57 anos, preso por dirigir embriagado no Bairro Amambaí em Campo Grande, no fim da tarde de sábado (13). Ele ainda teria tentado subornar os policiais.

Conforme a Polícia Militar, a tentativa de suborno aconteceu quando os militares questionaram se havia dinheiro ou algo de valor no carro. O motorista teria respondido que, se houvesse dinheiro ou algo de valor, ele já não estaria mais naquele local. Ainda, de acordo com o boletim de ocorrência feito pela PM, o motorista repetiu a frase por duas vezes, enfatizando e dando a entender que a equipe aceitaria dinheiro para liberá-lo.

Levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, ele informou que estava em uma festa beneficente, onde ficou das 12h às 16h30 e ingeriu três latas de cerveja. Depois, de acordo com o depoimento, saiu para entregar marmitex, pois trabalha com entregas de delivery, quando foi abordado pela polícia.

Bêbado em zigue e zague

De acordo com a PM, a equipe realizava diligências na esquina da rua Marechal Rondon com a Avenida Noroeste, quando foi abordada por um homem que relatou ter visto um veículo Ford Fiesta, de cor prata, descendo a Avenida Júlio de Castilho em ziguezague. A equipe então viu o veículo com as características informadas e conseguiu fazer acompanhamento tático, até que abordou o condutor.

O motorista parou o carro e desceu. Ele apresentava visível sinal de embriaguez e pediu desculpa para os policiais pois estava alcoolizado. Continuando a abordagem, o condutor foi questionado se havia algum dinheiro ou objeto de valor no veículo, momento em que o motorista alegou, em tom irônico de acordo com a PM, de que se houvesse dinheiro ou qualquer outra coisa de valor no carro, ele já não estaria mais naquele local.

A Polícia Militar de Trânsito foi acionada e o homem se recusou a realizar teste de bafômetro, sendo feito um Termo de Constatação de Embriaguez. O motorista recebeu voz de prisão por desacato e dirigir embriagado, depois foi encaminhado para a delegacia.

Jornal Midiamax