Polícia

Morto em confronto com a PM em Campo Grande, aluno de mestrado tinha passagem por tentativa de homicídio

Ele seria paciente psiquiátrico e tinha histórico de brigas

Renata Portela e Thatiana Melo Publicado em 23/11/2021, às 14h03

Equipes policiais estiveram no local
Equipes policiais estiveram no local - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Identificado como Marcelo de Andrea Nahabedian, de 47 anos, o homem que morreu em confronto com policiais, na manhã desta terça-feira (27), no Residencial União, tinha passagem por tentativa de homicídio. O crime é datado de 2020, mesmo ano em que ele teria tido outro surto e precisou ser contido pela Polícia Militar.

De acordo com o Portal da Transparência do Governo Federal, Marcelo era servidor concursado da UFMS (Unidade Federal de Mato Grosso do Sul) desde 2016. Ele atuava como técnico de Tecnologia da Informação. Ainda de acordo com o currículo online do servidor, ele era formado em Análise de Desenvolvimento de Sistemas pela universidade e desde 2016 cursava Mestrado em Ciência da Computação, também na UFMS.

Contra Marcelo também havia um processo por injúria, por causa de uma briga com um vizinho idoso. Na ocasião, ele teria discutido com um familiar e o vizinho tentou intervir, quando foi ofendido pelo homem. A princípio, a informação é de que Marcelo era paciente psiquiátrico e já teve outros episódios em que precisou ser contido.

Nesta terça-feira, vizinhos acionaram a Polícia Militar após serem ameaçados por Marcelo, que estava armado com três facas. Equipes da 10ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) e Batalhão de Choque estiveram no local e foram surpreendidos pelo homem, que chegou a atirar as facas contra os militares.

Os policiais revidaram e foram feitos dois disparos de arma de fogo, que atingiram Marcelo na barriga e na perna. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade de saúde.

Uma moradora na região contou que o pai do homem estaria 'morando' em um hotel após os surtos do filho, que em uma das ocasiões saiu correndo atrás de crianças que brincavam na rua.

Jornal Midiamax