Polícia

Morto a tiros no Centenário, ‘Profeta’ ainda conseguiu correr de assassino antes de cair em calçada

Foi morto com um tiro no abdômen

Thatiana Melo e Dayene Paz Publicado em 07/06/2021, às 09h03

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Jonas Candido Maia de 51 anos, conhecido como ‘Profeta’ assassinado na noite deste domingo (6), no bairro Jardim Centenário, em Campo Grande ainda tentou fugir de seu assassino correndo por cerca de uns 50 metros antes de cair morto em uma calçada, no bairro. A polícia e equipes do GOI (Grupo de Operações e Investigações) foram acionados até o local.

‘Profeta’ era muito conhecido na região e alguns moradores contaram ao Jornal Midiamax que Jonas não fazia mal a ninguém e vivia pedindo por comida, já que era andarilho. Alguns moradores ainda contaram que ele era usuário de drogas.

Uma testemunha disse que dias antes de seu assassinato ouviu uma pessoa fazendo ameaças de morte a ele, e acredita que seja por causa de drogas. Consta que em 2017, Jonas foi processado pelo crime de furto.O assassinato aconteceu por volta das 22h57 da noite deste domingo (6), quando a Polícia Militar foi chamada primeiro para disparos de arma, sendo que ao chegarem ao local na rua Socorro encontraram Jonas já caído no chão com ferimento de tiro próximo ao abdômen.

A Polícia Civil foi chamada, assim como, equipes do GOI até o local onde nenhuma cápsula foi encontrada. A vítima foi reconhecida após checagem no sistema Sigo. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamado atestando o óbito. Ninguém foi preso.

Jornal Midiamax