Polícia

Tatuado com a palavra 'famíla', morto a facadas segue sem identificação em MS

Vítima também tinha tatuagem de maconha

Thatiana Melo Publicado em 21/06/2021, às 06h14

None
(Foto: Alfredo Neto/ JP News)

Ainda continua sem identificação o homem assassinado na noite de sábado (19), em Três Lagoas a 338 quilômetros de Campo Grande. Ele estava sem documentos e foi morto durante uma briga em um churrasco.

A vítima tinha uma tatuagem no peito escrito ‘família’ e também outra tatuagem de maconha. Segundo informações passadas ao site JP News, são de que a vítima tinha entre 20 e 30 anos e era moreno. A polícia ainda espera por identificação.

A Polícia Militar foi acionada para comparecer a um endereço na Rua Domingos Rimoli, em razão de uma briga que ocorria em via pública. No local, testemunhas relataram que durante as agressões, o autor sacou uma faca, atacou a vítima e fugiu. Um morador disse ter escutado o barulho e que quando saiu, viu a vítima caída.

Diante da gravidade dos ferimentos, o próprio morador transportou a vítima às pressas até o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora. No hospital, os policiais foram informados que a vítima morreu em consequência de três facadas, dentre as quais na costela do lado direito, na coxa direita e na coxa esquerda. Ainda segundo a PM, ninguém no local dos fatos conhecia o rapaz e seria a primeira vez que ele era visto na região.

A equipe fez rondas na tentativa de localizar os autores, mas nenhum deles foi encontrado. O caso foi encaminhado à Polícia Civil, através de boletim de ocorrência registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Jornal Midiamax