Polícia

Morador é autuado por transporte e criação ilegal de pássaros silvestres

R$ 3,5 mil por transporte e criação ilegal de pássaros silvestres

Diego Alves Publicado em 16/11/2021, às 22h10

Divulgação PMA
Divulgação PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Aparecida do Taboado e Polícia Militar de Paranaíba prendeu e autuou um infrator em R$ 3,5 mil por transporte e criação ilegal de pássaros silvestres.

Equipe da PMA foi acionada por policiais militares do 13º Batalhão de Polícia Militar de Paranaíba ontem (15) pela manhã, que realizavam abordagens e haviam encontrado dentro de um veículo um pássaro silvestre transportado irregularmente. Uma equipe da PMA foi ao local e verificou tratar-se de um pássaro da espécie Sporophila caerukescens, conhecido popularmente como coleirinha, que estava sem anilha e sem documentação o que se caracteriza como crime.

O infrator de 28 anos, residente em Paranaíba, foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil de daquela cidade, pela equipe de policiais militares do 13º Batalhão. Na delegacia, o infrator informou aos Policiais que era criador amador de passeriformes. Então, a equipe da PMA deslocou-se até sua residência para fiscalizar se havia mais aves ilegais. Ao verificar a documentação constatou-se que ele não havia atualizado seu plantel junto ao órgão competente, pois na residência havia mais dois pássaros da espécie bicudo e dois da espécie curió e no plantel constavam sete aves, tornando irregular a licença.

O infrator informou que as três aves que não estavam no local, uma havia morrido e duas ele havia adquirido de um criador da Bahia e elas não tinham chegado. Informou que havia esquecido de regularizar no sistema a morte e a falta das aves que havia adquirido. Em resumo, a licença estava irregular. Diante das irregularidades, todos os pássaros foram apreendidos e o infrator foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 3,5 mil pelo Polícia Militar Ambiental.

Jornal Midiamax