Polícia

Morador da fronteira denuncia polícia paraguaia por suposta extorsão

O vendedor de frutas, que mora em Ponta Porã, teve seu caminhão carregado com mais de 2 mil unidades de abacaxi apreendido por agentes da Polícia Nacional

Marcos Morandi Publicado em 24/11/2021, às 12h13

None
Reprodução/redes sociais

Em denúncia feita às autoridades paraguaias e brasileiras, um morador de Ponta Porã denunciou que foi vítima de extorsão por parte de agentes da Delegacia de Crimes Económicos Regionais. Segundo ele, foram pedidos 5 mil reais pela liberação do seu caminhão que estava com uma carga de mais de duas mil unidades de abacaxi.

Segundo o comerciante, que é descente de paraguaios, a carga foi adquirida no Brasil e seria comercializada em Ponta Porã. Ao ser questionado sobre o suposto pagamento de propina, o Comissário de Polícia José Velázquez, desconversou sobre o assunto e disse que as irregularidades foram apontadas pelos funcionários da alfândega.

O Intendente Municipal, José Carlos Acevedo, foi procurado e informou que já tinha entrado em contato com o comissário pedindo explicações sobre o ocorrido. Entretanto, o denunciante não soube informar o nome do policial para quem fez o pagamento da propina, disse ter perdido o dinheiro e também a carga de abacaxis, já que foi autuado pela alfândega.

Jornal Midiamax