Polícia

Mesmo após mãe pagar resgate, morador da fronteira é assassinado em Belo Horizonte

Rapaz de 22 anos era residente no  Sanga Puitã, em Ponta Porã e foi encontrado morto na capital mineira

Marcos Morandi Publicado em 28/10/2021, às 08h19

Corpo de Fábio está no IML de Belo Horizonte e aguarda liberação
Corpo de Fábio está no IML de Belo Horizonte e aguarda liberação - O Tempo/Reprodução

Fábio Ribeiro Acosta, 24, que era morador no distrito de Sanga Puitã, em Ponta Porã, cidade que faz fronteira com Pedro Juan Caballero, no Paraguai, foi assassinado em Belo Horizonte. O caso foi denunciado pela mãe da vítima, que registrou ocorrência em Campo Grande, já que é residente no Jardim Centro Oeste.

Segundo relatos da mãe, Fábio, que estava sem fazer contato com ela desde a última sexta-feira (22), foi encontrado morto em Minas Gerais. Aos policiais da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Campo Grande, ela contou que na mensagem recebida, o filho estaria sequestrado.

Ainda segundo a ocorrência registrada pela mãe, como extorsão mediante sequestro, caso ela não enviasse R$ 5 mil, o filho seria morto. Ela disse ter tentado novo contato com o filho, mas o celular dele estava desligado.

Após pedir ajuda ela resolveu registrar boletim de ocorrência e no momento em que estava na delegacia, foi avisada que Fábio foi encontrado morto com três tiros. A ligação feita do Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal de Belo Horizonte).

Jornal Midiamax