Polícia

Marido que mantinha jovem de 22 anos em cárcere há três meses vai continuar preso

Ele passou por audiência de custódia

Renata Portela Publicado em 19/11/2021, às 14h10

Acusado foi preso em ação entre Polícia Civil e Polícia Militar
Acusado foi preso em ação entre Polícia Civil e Polícia Militar - (Divulgação)

Na tarde desta sexta-feira (19), foi determinada a prisão preventiva do homem de 37 anos, preso na manhã de quinta-feira (18) por manter a esposa em cárcere privado. A jovem, de 22 anos, conseguiu entrar em contato com familiares e pedir ajuda após passar três meses trancada em casa pelo marido, em Aparecida do Taboado, a 457 quilômetros de Campo Grande.

Assim, foi convertida a prisão em flagrante do acusado em prisão preventiva e ele deve ser encaminhado ao presídio. Quando foi interrogado na delegacia, ele chegou a negar os crimes e disse que o casal vivia em harmonia. Já a vítima deu detalhes das agressões físicas e psicológicas que sofria.

Cárcere privado

A vítima contou à polícia que era proibida de ter amigos ou manter contato com os familiares. Com isso, a própria mãe não podia nem entrar na residência do casal, sendo permitida de ficar apenas no portão quando ia visitar a filha.

Ainda conforme a jovem, ela era agredida pelo marido com socos, chutes, além dos xingamentos. O acusado ficava com todo pagamento da vítima, que era mantida trancada em casa. Ela chegou a contar que logo após ter o bebê do acusado, que tem 5 meses, o marido a agredia por ela não conseguir limpar a casa da maneira como ele queria.

Mesmo com todas as agressões, ela era obrigada a ligar para a mãe e dizer que tudo estava bem entre o casal. O resgate só aconteceu após a vítima conseguir mandar uma mensagem para o irmão, pedindo socorro. Ele entrou em contato com a mãe, que procurou a delegacia e fez a denúncia.

A mensagem foi enviada pelo celular do marido da vítima, já que ela não podia ter um aparelho. Para isso, ela aproveitou de um momento em que ele foi tomar banho. Equipes da Polícia Civil e Polícia Militar foram até a casa, onde a vítima foi resgatada.

Jornal Midiamax