Polícia

Marido encontra mulher morta em casa e legista identifica marcas de violência

Na noite de sexta-feira (5), uma mulher de 42 anos, foi encontrada morta em casa, no Caiobá. O marido disse à polícia que encontrou a esposa já sem os sinais vitais e o médico legista acabou identificando sinais de violência no corpo da vítima. Segundo o registro policial, o marido chegou em casa depois das […]

Renata Portela Publicado em 06/02/2021, às 10h52 - Atualizado às 14h39

Caso foi registrado da Depac Cepol (Foto: Henrique Arakaki)
Caso foi registrado da Depac Cepol (Foto: Henrique Arakaki) - Caso foi registrado da Depac Cepol (Foto: Henrique Arakaki)

Na noite de sexta-feira (5), uma mulher de 42 anos, foi encontrada morta em casa, no Caiobá. O marido disse à polícia que encontrou a esposa já sem os sinais vitais e o médico legista acabou identificando sinais de violência no corpo da vítima.

Segundo o registro policial, o marido chegou em casa depois das 23 horas e não encontrou a esposa dentro da residência. Ele começou a procurar e acabou encontrando a vítima caída no quintal, sem sinais vitais. O marido então acionou a Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Foi constatado o óbito e o marido indicou que a vítima sofria de problemas respiratórios, além de crises epiléticas e depressão. Inicialmente, o caso era tratado como morte natural. No entanto, o médico legista informou a Polícia Civil que identificou marcas de violência na vítima.

Com isso, o caso passou a ser tratado como morte a esclarecer e foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol.

Jornal Midiamax