Polícia

Maranhense é preso com 10 kg de skunk que comprou por R$ 50 mil em Campo Grande

Pretendia lucrar até R$ 200 mil com a venda do entorpecente

Diego Alves Publicado em 08/05/2021, às 22h13

Divulgação, Polícia Militar
Divulgação, Polícia Militar

Um maranhense de 21 anos foi preso com 10,630 kg de skunk que ele disse ter comprado por R$ 50 mil em Campo Grande. O autor contou que iria levar a droga para a sua cidade, Imperatriz (MA) e pretendia lucrar até R$ 200 mil com a venda do entorpecente.

Policiais do Canil do Batalhão de Choque, com um cão de faro de drogas, foi quem realizram a apreensão e prisão. O rapaz foi abordado em um ônibus interestadual no anel viário de Campo Grande.

De acordo com a polícia, durante averiguação, foi realizada abordagem no passageiro de 21 anos, que viajava com duas bagagens de mão. Na vistoria, foram localizados e apreendidos 21 pacotes do skank (super maconha).

O autor disse que mora em Imperatriz (MA), e veio para Campo Grande buscar o entorpecente. Ele contou aos policiais que um conhecido de sua cidade intermediou o contato com uma pessoa de Campo Grande.

Desta pessoa, ele alega ter adquirido os entorpecentes pelo valor de R$ 50 mil pagos em espécies. O autor ainda relatou que efetuou o pagamento da droga em espécie e que recebeu as drogas já prontas dentro da mala na rodoviária.

Após ser questionado sobre a sua fonte de renda ele falou que ganha a vida vendendo drogas em Imperatriz, cidade para onde ele levaria o entorpecente.

As drogas então foram apreendidas e o autor conduzido até a Depac Cepol. Ele também disse que já havia feito outra viagem com o mesmo itinerário em data anterior levando a quantidade de 50kg aproximadamente.

Jornal Midiamax