Polícia

Mantida prisão de homem que matou outro esfaqueado após briga por ciúmes

Acusado matou a vítima com facada no pescoço

Renata Portela Publicado em 26/04/2021, às 13h19

Vítima morreu no local
Vítima morreu no local - (Divulgação)

Em audiência de custódia na manhã desta segunda-feira (26), foi definida a prisão preventiva do homem de 35 anos, acusado de matar Alexandre Pessoa de Oliveira a facada na noite de sábado (24). Os dois teriam brigado por causa de ciúmes na casa de um amigo em comum, na Vila Manoel Taveira.

Na audiência, a defesa chegou a pedir a liberdade provisória. No entanto, o juiz Antonio Elson Queiroz Bezerra pontuou que não foi concedida fiança pelo delegado responsável pelo flagrante e também que, neste caso, a natureza do crime e a ausência de comprovação de trabalho e residência fixa tornam não recomendável a concessão de medida cautelar mais branda.

Assim, para garantia da ordem pública e conveniência da instrução processual, foi determinada a prisão preventiva do acusado. Ele responde por homicídio qualificado por motivo fútil.

Entenda o caso

Em depoimento, o acusado contou que estava na casa de um amigo com outras quatro pessoas, entre elas Alexandre e a esposa. Todos bebiam, quando em determinado momento Alexandre teria sentido ciúmes da mulher e ‘partido’ para cima do autor, com uma faca em mãos.

O suspeito conseguiu fugir correndo, mas foi para casa e buscou também uma faca. Ele voltou até o local onde bebia com os amigos e golpeou Alexandre no pescoço. A vítima morreu no local e, após a prisão, o autor chegou a fizer que não se lembrava de quantas facadas havia dado.

Equipes da Polícia Militar e GOI (Grupo de Operações e Investigações) estiveram no local e o autor foi detido por populares e preso em flagrante.

Jornal Midiamax