Polícia

Mantida em cárcere pelo marido, mulher disfarça ligação para a PM falando sobre boleto

Ela foi resgatada e o homem preso em flagrante

Renata Portela Publicado em 26/07/2021, às 14h07

Policial percebeu que havia algo errado na ligação
Policial percebeu que havia algo errado na ligação - (Divulgação, PMMS)

No fim de semana, mulher de 50 anos foi resgatada em situação de violência doméstica e cárcere privado em Miranda, a 203 quilômetros de Campo Grande. O marido, de 54 anos, foi preso em flagrante após a vítima conseguir ligar para a Polícia Militar e, disfarçadamente, passar o endereço.

A vítima ligou para o Copom (Centro de Operações Policiais Militares de Miranda) pelo 190 e dizia que iria passar o endereço, para que mandassem um boleto. “Vou te passar o endereço para que me mande o boleto para eu pagar”, dizia, repetidas vezes. O militar que atendeu a ligação, cabo Antonieto, percebeu que a vítima repetia a mesma frase várias vezes.

A mulher também falava baixo e de maneira acelerada. O militar permaneceu na linha e escutou sons que seriam de agressão física, além de choro e pedidos de socorro. Equipe da Rádio Patrulha foi acionada, aguardando o endereço para intervenção. Alguns minutos depois, a vítima conseguiu ligar novamente.

Desta vez, ela disse: “O endereço pro boleto minha filha, é Rua... nº... Bairro...”. A equipe foi ao local, onde o homem disse que “estava tudo tranquilo”. A vítima conseguiu sair correndo de dentro da casa e disse que era agredida física e verbalmente, bem como era mantida trancada no quarto, em cárcere.

Jornal Midiamax