Polícia

Mãe vê sangramento em bebê, desconfia de estupro e vai à polícia em Campo Grande

Criança passou dias na casa do pai

Thatiana Melo e Dayene Paz Publicado em 21/05/2021, às 10h49

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Uma mãe de 25 anos procurou a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) na noite desta quinta-feira (20) depois de desconfiar de que sua filha, uma bebê de 1 ano e 5 meses tenha sido estuprada.

Na delegacia, ela contou que a bebê foi para a casa do pai no dia 16 deste mês retornando para a casa nesta quinta-feira (20). Ela contou, então, que foi dar banho na filha por volta das 19 horas quando notou que a menina estava sangrando pelo órgão genital.

Ela perguntou a filha que fala poucas palavras se doía no local. A bebê colocou a mão no órgão genital e disse “dodói”. Nisso a mulher pegou a criança e a levou para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Leblon, mas no local o médico teria dito que não iria examinar já que não seria especialista.

Foi nesse momento que a mulher procurou a delegacia e disse que na casa do ex-marido há um fluxo muito grande de pessoas, já que ele faz salgados para vender e que no local moram os irmãos dele também, uma mulher e mais dois homens.

O caso será encaminhado para a Depca (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Jornal Midiamax