Polícia

Homem que cultivava 'maconha gourmet' em contêiner é preso em Campo Grande

Técnica usada pelo traficante teria sido aprendida na Holanda

Thatiana Melo e Dayene Paz Publicado em 20/04/2021, às 11h28 - Atualizado às 12h27

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Um traficante de 36 anos que mantinha no bairro Tiradentes, em Campo Grande, um laboratório de maconha em um contêiner acabou preso nesta segunda-feira (19), por policiais da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico). Informações são de que a droga, de 'alta qualidade', era comercializada para pessoas com alto poder aquisitivo.

Segundo o delegado Hoffman D’Ávila, o traficante mantinha um sofisticado laboratório de produção de maconha ‘gourmet’, com técnicas que aprendeu durante anos morando em Amsterdã, capital da Holanda. "Onde a maconha tem alto valor agregado. Não era tecnica amadora, era de profissional", explicou o delegado.

Os policiais fizeram campana e no laboratório, que funcionava em um contêiner em um terreno baldio, encontraram um sofisticado sistema de monitoramento com temporizador, isolamento térmico que não deixava exalar o cheiro da maconha, além de sistema de ventilação, umidificação e também adubos.

Além dos petrechos aprendidos, a polícia constatou que o homem produzia em grande escala. Não se sabe há quanto tempo ele estava produzindo, mas os policiais chegaram até o traficante através de denúncias. Moradores da região contaaram que nunca desconfiaram do autor.

Jornal Midiamax