Polícia

Lutador de Muay Thai diz que espancou enteado de 5 anos por causa de bagunça com papel higiênico

Criança foi levada para hospital, sem ferimentos graves

Marcos Tenório Publicado em 30/11/2021, às 15h59

None
(Foto: Divulgação/PCMS)

Após ser preso em flagrante, o lutador de Muay Thai, que agrediu o enteado de 5 anos, nesta segunda-feira (29), em Chapadão do Sul, cidade que fica a 330 quilômetros de Campo Grande, disse que não lembrava do motivo pelo qual teria espancado o menino. Depois de ser encaminhado para a delegacia, o agressor disse em depoimento para a Polícia Civil que agrediu a criança por causa de bagunça.

Segundo o delegado Felipe Machado Potter, responsável pelo caso, o autor, que não tem passagem pela polícia, cometeu as agressões por causa de bagunça da criança em relação ao papel higiênico. "O menino não queria se limpar sozinho depois de usar o banheiro", conta o delegado conforme os relatos do lutador.

Ele informou, ainda, que as agressões foram com "socos e tapas", mas que o menino não teve nenhuma lesão grave. O menino foi encaminhado para o hospital ontem à noite e recebeu atendimento médico.

O Jornal Midiamax entrou em contato com o Hospital Municipal de Chapadão do Sul, que informou que somente os familiares podem autorizar a divulgação do prontuário médico da criança.

A mãe da criança disse em depoimento que nunca tinha observado nada estranho na conduta do padrasto. Ela chegou em casa do serviço e percebeu as marcas do espancamento em seu filho e chamou a Polícia Militar.

Conforme o Conselho Tutelar do município, o menino vai ser encaminhado para acompanhamento psicológico, e será realizada uma medida de proteção contra o menor, pois ele teve seus direitos violados. Ele ainda vai fazer psicoterapia para que possa superar esse trauma, informou.

O caso

Um lutador de Muay Thai, de 20 anos, foi preso em flagrante na noite dessa segunda-feira (29), em Chapadão do Sul, que fica a 330 quilômetros de Campo Grande, após agredir o enteado de 5 anos. O autor ainda tentou fugir e se esconder em uma propriedade rural da região, mas acabou encontrado. 

A Polícia Civil informou que a mãe da criança estava trabalhando e deixou o filho aos cuidados do lutador, mas quando chegou em casa viu que o menino estava com vários machucados. Ela acionou a polícia. 

O autor foi detido pela Polícia Civil de Chapadão do Sul, com auxílio de agentes da Delegacia de Paraíso das Águas. Ele havia fugido e tentou se esconder em meio à mata na zona rural entre os dois municípios, mas foi encontrado. Ele não resistiu à prisão. 

O lutador acabou preso pelo crime de  tortura qualificada. A criança foi encaminhada ao Hospital Municipal para atendimento e o Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso.

Jornal Midiamax