Polícia

Justiça determina que adolescente que estuprou menino de 5 anos vá para a Unei

O pai da criança flagrou quando menino era estuprado por garoto

Thatiana Melo Publicado em 30/06/2021, às 09h12

None
(Ilustrativa)

Foi determinada pela Justiça de Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande, que o adolescente de 16 anos que estuprou uma criança de 5 anos seja encaminhado para a Unei (Unidade Educacional de Internação). O crime foi flagrado pelo pai do menino, que na época deteve o adolescente.

A decisão pela internação foi publicada em Diário da Justiça desta quarta-feira (30), sendo que o garoto deverá ficar internado por prazo indeterminado e não superior a três anos, bem assim submetido a avaliações semestrais, observadas as exigências dos artigos 121 a 125, do ECA.

O flagrante do estupro aconteceu, no dia 31 de maio, quando o pai da criança seguiu o filho que havia sido chamado pelo garoto até um depósito. O menino já vinha apresentando comportamento estranho segundo a mãe há dois meses, quando voltava do mercadinho do avô, onde o autor trabalha, com dores e assado. Antes do flagrante, a mãe da criança havia marcado uma consulta médica já que estava desconfiada de que o filho estava sendo abusado devido ao seu comportamento.

Sendo que no dia do flagrante, estavam se preparando para ir ao médico quando o adolescente que trabalha no mercado do avô do menino chegou ao estabelecimento e já teria chamado a criança para ir com ele até um galpão nos fundos.

Quando a criança foi, o pai do menino o seguiu e flagrou quando o adolescente estava abusando da criança. Ele deteve o autor e o levou para a delegacia. A criança então contou que sempre era levada até o galpão pelo adolescente.

A criança disse que o adolescente chamava ele ao depósito para “namorar” e o colocava na posição “de quatro”, e também tentava beijar sua boca, passava a mão em seu corpo.

Jornal Midiamax