Polícia

Justiça concede liberdade a ‘Piloto do PCC’, preso no Presídio Federal de Campo Grande

TJCE concedeu liberdade

Diego Alves Publicado em 24/04/2021, às 00h18

Piloto logo após ser preso em Goiás (Foto: Jeferson Santos)
Piloto logo após ser preso em Goiás (Foto: Jeferson Santos)

O TJCE (Tribunal de Justiça do Ceará) concedeu liberdade ao piloto de helicóptero Felipe Ramos Morais, 34, conhecido como piloto do PCC, preso no Presídio Federal de Campo Grande desde 2018. A decisão é do dia 12 deste mês e a informação é a de que ele tenha ganhado liberdade dias depois.

Piloto deverá entrar no programa de proteção a testemunhas, pelo fato de delatar em detalhes, o esquema do PCC (Primeiro Comando da Capital) para ocultar o dinheiro do crime.

Mais de R$ 30 bilhões movimentados pela facção criminosa com o tráfico internacional de drogas e assaltos foram bloqueados com a operação.
Em 2018, Felipe pilotava um helicóptero em uma emboscada que terminou com a morte de dois chefes do PCC: Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano de Souza, o Paca na região metropolitana de Fortaleza (CE).

O responsável pelas execuções, segundo a polícia foi feita por Wagner Ferreira da Silva, o Cabelo Duro, executado uma semana depois em São Paulo (SP).

A execução seria motivada por um racha na própria facção. O grupo criminoso não estaria aceitando a vida de luxo que os dois estariam levando no Ceará e suspeitava de desvio de recursos. Piloto foi preso meses depois no estado de Goiás (GO). 

Segundo informações, Felipe foi solto por questões de saúde. O jornal Diário do Nordeste publicou que ele utilizava um balão intragástrico que estourou. O balão Intragástrico é Introduzido no estômago para auxiliar na perda de peso.

Jornal Midiamax