Polícia

Justiça autoriza remoção de 849 veículos para desafogar pátios de delegacias em MS

O desembargador Luiz Tadeu Barbosa Silva, corregedor-geral do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), autorizou nesta terça-feira (09) que 849 veículos apreendidos com o tráfico de drogas sejam removidos das delegacias de Campo Grande, Dourados, Amambai, Três Lagoas, Água Clara e Ponta Porã. Os automóveis serão encaminhados para leilão, cujo 40% do […]

Renan Nucci Publicado em 09/03/2021, às 14h20 - Atualizado às 14h21

Veículos amontoados em pátios de Campo Grande. Foto: Divulgação
Veículos amontoados em pátios de Campo Grande. Foto: Divulgação - Veículos amontoados em pátios de Campo Grande. Foto: Divulgação

O desembargador Luiz Tadeu Barbosa Silva, corregedor-geral do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), autorizou nesta terça-feira (09) que 849 veículos apreendidos com o tráfico de drogas sejam removidos das delegacias de Campo Grande, Dourados, Amambai, Três Lagoas, Água Clara e Ponta Porã. Os automóveis serão encaminhados para leilão, cujo 40% do valor arrecadado será devolvido à segurança pública do Estado.

Barbosa explicou que a iniciativa é resultado de uma reunião com a Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) e com a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas). Lembrou ainda que a necessidade de remoção ocorreu pelos riscos que esse amontoado de veículos passou a causar aos moradores vizinhos de delegacias, sujeitos a infecção da dengue, bem como às dificuldades de manutenção desses veículos nas delegacias, sujeitos a depredações e desgastes naturais.

 “Melhor, portanto, que esses veículos se submetam a leilões”, ressaltou o desembargador. Segundo o juiz auxiliar da Corregedoria, Renato Antonio de Liberali, houve um esforço conjunto para que essa autorização de remoção fosse concretizada, principalmente dos leiloeiros credenciados. Disse também que essa operação de remoção deverá estar concretizada no prazo de aproximadamente 20 dias. Outras remoções, em outras localidades, serão realizadas posteriormente.

Jornal Midiamax