Polícia

Jovem deixa celular para consertar e suposto técnico transfere quase R$ 1 mil via Pix

Dias depois, o suposto técnico teria ligado para a vítima pedindo a senha para desbloquear o celular e ela passou

Marcos Tenório Publicado em 02/12/2021, às 14h29

Polícia Civil deverá intimar o rapaz para prestar esclarecimentos sobre os saques realizados da conta da vítima.
Polícia Civil deverá intimar o rapaz para prestar esclarecimentos sobre os saques realizados da conta da vítima. - (Foto: Ilustrativa)

Uma mulher, de 26 anos, foi furtada depois de deixar seu aparelho celular para consertar com um rapaz que teria se passado por um suposto técnico em reparos de aparelhos, na rua Quinzinho de Campos, no bairro Parque São Carlos. A vítima procurou a Polícia Civil para denunciar um furto no início da tarde desta quarta-feira (1º).

Conforme o boletim de ocorrência, a vítima teria relatado aos policiais que deixou seu aparelho celular para reparos técnicos. Ela ainda teria pago a quantia de R$ 300 pelo serviço. Dias depois, o suposto técnico teria ligado para a vítima pedindo a senha para desbloquear o celular.

A jovem então acabou dizendo a senha para o desbloqueio. Porém, a senha de desbloqueio era a mesma da chave Pix que ela utilizava para fazer transferências, pagamentos e recebimentos de valores. Dessa forma, o suposto técnico se aproveitou para realizar o saque.

Durante o período que o aparelho celular ficou no reparo, houve duas transferências bancárias de sua conta, uma no valor de R$ 60 e outra de R$ 890, para duas pessoas diferentes. Após perceber os saques, a mulher procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e disse que não fez nenhuma transferência financeira e que o Pix só poderia ser acessado pelo aparelho que estava no conserto.

O caso será investigado pela Terceira Delegacia de Polícia Civil, que deverá intimar o rapaz para prestar esclarecimentos sobre os saques realizados da conta da vítima.

Jornal Midiamax