Polícia

'Jamais será esquecido': colegas da polícia prestam homenagens a Mikail, delegado morto em acidente na BR-060

Mikaill voltava para a Capital de uma operação para combater crimes rurais em Ponta Porã

Thatiana Melo Publicado em 07/05/2021, às 08h16

None
(Reprodução)

A morte repentina e brusca do delegado Mikaill Alessandro Gouveia Farias de 42 anos deixou colegas de profissão, amigos chocados nesta quinta-feira (6), quando ele morreu em um acidente na BR-060 ao bater o carro que dirigia em um caminhão boiadeiro. Ele voltava de uma operação, em Ponta Porã.

Em suas redes sociais, os colegas e amigos presta as suas últimas homenagens a Mikaill que era descrito por todos como uma pessoa de bom coração, e um excelente profissional. “Mikaill deixou seu legado e jamais será esquecido. Fica em paz”, homenageia o delegado Hoffman D’Ávila da Denar.

O Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros) também prestou sua homenagem a Mikaill, “Todos doam algo, outros doam tudo”. Em outro trecho diz, “Um parceiro que fazia tudo pela polícia”.

“Ficam as lembranças para contar como foi sua vida e restam saudades para lembrar a falta que você fará”, diz uma postagem da policial civil, Luciene Souza. Também consternados com a partida repentina de Mikaill, colegas da Derf (Delegacia Especializafa de Roubos e Furtos) prestou sua homenagem, “Delegado, excelente amigo, grande pai”.

Mikaill fazia parte dos quadros da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul desde 2014, quando foi aprovado no concurso público e lotado na delegacia de Amambai, passando depois a atuar em Paranhos e como delegado-adjunto em Ponta Porã. Já no final de 2019 foi transferido para Campo Grande.

Na Capital, Mikaill atuou nas 1º e 6º delegacias de polícia civil e no dia 3 deste mês assumiu a titularidade da mais recente delegacia criada para combater crimes rurais, a Deleagro.

O acidente

O acidente aconteceu quando o delegado voltava de uma operação da Deleagro em Ponta Porã. Ele conduzia um Volkswagen Gol que se envolveu em acidente com um caminhão boiadeiro na BR-060. O motorista do caminhão não sofreu ferimentos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, ele foi levado intubado para atendimento médico na Santa Casa Capital. Ele foi socorrido inicialmente por uma ambulância privada que passava pelo local. Porém, o delegado veio a óbito na Santa Casa

O motorista do caminhão, que seguia para Nioaque, disse que desviou para não atingir frontalmente o carro do delegado, que acabou colidindo no tanque de combustível. Após a batida, o veículo capotou em uma pequena ribanceira nas margens da pista.

O delegado teve fratura na perna esquerda, luxação no braço direito e região pélvica. Ele conseguiu sair do carro sozinho, antes que o veículo pegasse fogo. O caminhoneiro iria descarregar a carga em um frigorífico de Sidrolância. Já o carro dirigido pelo delegado, não tinha passageiros e ficou destruído.

Jornal Midiamax