Polícia

Internada em hospital, jovem tem as nádegas apalpadas por homem em Campo Grande

Autor também estaria internado

Thatiana Melo Publicado em 06/10/2021, às 05h53

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Uma jovem, de 21 anos, procurou a delegacia de polícia de Campo Grande, na noite desta terça-feira (5), para fazer uma denúncia de importunação sexual, contra um paciente que teria passado as mãos em seu corpo.

Na delegacia, ela contou que estava internada no hospital que fica na Vila Planalto há nove dias e que enquanto estava na unidade de saúde era importunada pelo paciente, internado na ala C. O homem passava as mãos em suas pernas, nádegas.

Ela ainda contou que, em outra ocasião, o paciente teria tentado beijá-la à força. Não há informações se o autor dos fatos foi ouvido.

Importunação sexual é crime

O crime de importunação sexual é caracterizado pela realização de ato libidinoso na presença de alguém e sem sua anuência. O caso mais comum é o assédio sofrido por mulheres em meios de transporte coletivo, como ônibus e metrô. Antes, isso era considerado apenas uma contravenção penal, com pena de multa. Agora, quem praticá-lo poderá pegar de 1 a 5 anos de prisão.

Jornal Midiamax