Polícia

Homem se finge de morto para escapar de ‘amigos’ que o espancavam em MS

Vítima foi socorrida com corte de cinco centímetros na cabeça

Renan Nucci e Ranziel Oliveira Publicado em 20/06/2021, às 09h40

Vítima enquanto relatava à PM as circunstâncias das agressões
Vítima enquanto relatava à PM as circunstâncias das agressões - Leonardo de França

Trabalhador rural de 38 anos ficou ferido após ser espancado por um grupo de supostos amigos durante a manhã deste domingo (20), no Jardim Samambaia, região do Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande. O ataque só parou porque a vítima fingiu estar morta.

Conforme apurado, o homem havia saído de casa no sábado, junto com o sobrinho, e estava bebendo com amigos de infância na Rua Ribeirão Bonito. Pela manhã, um indivíduo chegou ao local e deu início a uma discussão que evolui para uma briga, envolvendo a vítima.

O trabalhador alega que não sabe quem o agrediu primeiro, mas lembra-se de ter levado uma paulada na cabeça. Em seguida, foi atacado pelos demais e viu que seria morto caso reagisse. Por este motivo, “se fez” de desfalecido. Os agressores, imaginando que ele poderia ter morrido, fugiram.

Quando a confusão teve início, o sobrinho correu para pedir ajuda. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados e vítima recebeu os primeiros-socorros, sendo transportada para o posto de saúde do Tiradentes com um corte de cinco centímetros na cabeça.

Informações repassadas pela mãe são de que o homem trabalha em uma chácara e aos finais de semana vem para a cidade, quando costuma sair para beber. Nenhum dos suspeitos foi preso até o momento, mas a PM estava no local fazendo rondas em busca dos envolvidos.

Jornal Midiamax