Polícia

Funcionário confunde patrão com javali e mata produtor rural com tiro de espingarda

Ele estava caçando no momento em que atirou na vítima

Renata Portela Publicado em 14/05/2021, às 16h03

Caso é investigado pela Polícia Civil
Caso é investigado pela Polícia Civil - (Divulgação, PCMS)

Na quinta-feira (13), produtor rural de 53 anos foi morto a tiro em Caarapó, a 273 quilômetros de Campo Grande, após ser confundido com um javali pelo funcionário, de 26 anos. O rapaz caçava no fim da tarde, quando teria atirado sem intenção no empregador.

Conforme a Polícia Civil, por volta das 17h30 equipes foram acionadas, com a Polícia Militar, para irem até a propriedade rural onde o homem tinha sido encontrado morto. A vítima tinha ferimentos de tiro, possivelmente de espingarda calibre 12.

Assim, nas investigações foi identificado que o funcionário da vítima estava portando a arma, caçando javali, quando percebeu o vulto no milharal e atirou. Ele acreditava que era um animal, mas acabou atingindo o produtor, que morreu por conta do ferimento.

Testemunhas foram ouvidas e o rapaz acabou preso em flagrante pelo porte ilegal da arma e também por homicídio culposo, quando não há intenção.

Jornal Midiamax