Polícia

Filho de suplente de senador tenta dar ‘carteirada’ ao ser flagrado em festa clandestina

Dois adolescentes foram flagrados na festa clandestina

Thatiana Melo Publicado em 13/06/2021, às 11h23

None
(Divulgação)

O filho de 16 anos de um suplente a senador de Mato Grosso do Sul, flagrado em uma festa clandestina entre a noite de sábado (12), e a madrugada de domingo (13) tentou dar uma ‘carteirada’ em agentes da guarda municipal quando abordado em um residencial da cidade de Dourados a 225 quilômetros de Campo Grande.

Denúncias levaram os agentes ao apartamento onde estava acontecendo a festinha, com 11 pessoas, som alto e várias bebidas alcóolicas. Dois adolescentes de 16 anos estavam no lugar, e um deles era o filho do suplente a senador.

Quando no local, os guardas apreenderam 23 latas de cerveja, seis garrafas long necks de cerveja, além de narguilé, energéticos e três garrafas de vodka. A dona do apartamento confessou que organizou a festa, mas que com poucos convidados que acabaram levando outras pessoas para o local.

Alguns convidados já haviam ido embora da festa quando os guardas chegaram. Inclusive, a jovem disse que cada convidado entrava levando seu ‘Kit Festa’. O adolescente teria dito a um agente, que não podia ser levado para a delegacia por que seu pai era suplente de senador, e ainda confessou ter bebido na festa e antes de siar para a confraternização na frente de seu pai, na sua residência.

Os participantes da festa ainda afirmaram saber sobre o lockdown na cidade e sobre o aumento de casos de coronavírus, com falta de leitos na cidade. Eles ainda disseram conhecer pessoas que perderam familiares para a doença. Todos foram levados para a delegacia.

O Jornal Midiamax tentou entrar em contato com o suplente a senador para saber sobre ocorrido, mas até o fechamento da matéria não obtivemos resposta.

Coronavírus Dourados

O município enfrentou um lockdown de 14 dias, que teve início no dia 30 de maio e terminou neste domingo (13), após um aumento de casos de coronavírus na cidade, com falta de leitos para os doentes. Quando decretado o lockdown no dia 28 de maio, esperavam por um leito de UTI, 50 pacientes, de acordo com a declaração feita pelo perfeito Alan Guedes, na época.

O Estado tem 1.229 pacientes com covid internados. Desses, 552 estão em estado grave em UTIs (Unidade de Terapia Intensiva), sendo 416 em leitos públicos e 136 em privados. Outros 677 estão em leitos clínicos, sendo 474 internados pelo SUS e 203 em hospitais particulares.

Jornal Midiamax