Polícia

Estudante de odontologia é preso durante operação contra pedofilia em MS

Operação está na sua oitava fase e cumpre mandados em Dourados

Thatiana Melo e Marcos Morandi Publicado em 09/06/2021, às 08h25

None
(Foto: Sidnei Lemos)

Um estudante de odontologia de 21 anos, que está no 3º semestre da faculdade foi preso na manhã desta quarta-feira (9), em Dourados a 225 quilômetros de Campo Grande durante a deflagração da oitava fase da Operação Luz na Infância feita pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Ainda não se tem informações da quantidade de material, fotos e vídeos, foram apreendidos na casa do rapaz, que foi levado para a delegacia e autuado por armazenar e distribuir material pornográfico. Outras duas pessoas são alvo da operação nesta quarta (9). A operação foi articulada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública por meio da Secretaria de Operações Integradas.

Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos no Brasil e em mais cinco países: Argentina, Estados Unidos, Paraguai, Panamá e Equador.

Operações

Luz na Infância 1, foi deflagrada em outubro de 2017 onde foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais, e 108 pessoas.

Já a operação Luz na Infância 2 foi realizada em maio de 2018. As Polícias Civis dos Estados cumpriram 579 mandados de busca, resultando na prisão de 251 pessoas. Luz na Infância 3: foi deflagrada em 22 de novembro de 2018. Com o cumprimento de 110 mandados de busca, resultando na prisão de 46 pessoas.

Na fase 4 da operação em março de 2019, foram cumpridos 266 mandados e 141 pessoas presas. E na fase 5 que foi deflagrada em setembro de 2019, foram cumpridos 105 mandados e 51 pessoas presas.

Luz na Infância 6 foi deflagrada em 2020. A operação envolveu policiais civis de 12 estados, além dos Estados Unidos, Colômbia, Paraguai e Panamá. Foram cumpridos no Brasil e nos quatro países 112 mandados de busca e apreensão, e na fase 7 em novembro de 2020, foram cumpridos no Brasil e nos quatro países 136 mandados de busca e apreensão.

Jornal Midiamax