Polícia

Encontrado em fossa, homem teria sido morto com golpe de machado em MS

O homem encontrado dentro de uma fossa séptica teria sido morto com golpe de machado, de acordo com os levantamentos iniciais. O corpo foi localizado na área que fica um barraco, às margens da BR-267, em Maracaju, a 158 quilômetros de Campo Grande, na última terça-feira (26). A Polícia Civil aguarda exames de DNA para […]

Dayene Paz Publicado em 28/01/2021, às 08h20 - Atualizado em 29/01/2021, às 07h48

Ossada foi encontrada em fossa séptica de barraco localizado as margens da BR-267 | Imagem: MaracajuSpeed
Ossada foi encontrada em fossa séptica de barraco localizado as margens da BR-267 | Imagem: MaracajuSpeed - Ossada foi encontrada em fossa séptica de barraco localizado as margens da BR-267 | Imagem: MaracajuSpeed

O homem encontrado dentro de uma fossa séptica teria sido morto com golpe de machado, de acordo com os levantamentos iniciais. O corpo foi localizado na área que fica um barraco, às margens da BR-267, em Maracaju, a 158 quilômetros de Campo Grande, na última terça-feira (26). A Polícia Civil aguarda exames de DNA para a identificação,mas testemunhas dizem que o corpo se trata de um homem que frequentava a região, conhecido como “Rachel”.

“Rachel” frequentava o local rotineiramente, conforme os relatos. No dia em que foi morto, teria sido convidado para jogar baralho, quase no fim da tarde. Ele foi, esperou em um banco para que começasse o jogo, quando então foi golpeado na nuca por um machado, de acordo com o site Maracaju Speed. O autor teria contado com ajuda de outra pessoa para que jogassem o corpo na fossa e junto, o machado.

Ainda, de acordo com a testemunha, o criminoso estaria interessado em uma arma de fogo e uma certa quantia em dinheiro que a vítima possuía. O machado não foi localizado pela polícia. Mesmo com essa versão, a polícia ainda não tem a identificação da vítima, já que não encontrou registros de pessoa desaparecida com as características de “Raquel”. A ossada foi enviada para o IML (Instituto de Medicina Legal) para tentativa de identificação com exames de DNA, se possível da arcada dentária.

A Polícia Civil também trabalha para identificar o suspeito, ou suspeitos do crime.

Ossada encontrada

O ossada foi encontrada na última terça-feira (26), em uma fossa séptica com aproximadamente três metros de profundidade, em um dos barracos que fica às margens da BR-267, logo após a rotatória que dá acesso a MS-157. Corpo de Bombeiros e agentes do SIG (Setor de Investigações Gerais) foram ao local, onde utilizaram uma pá carregadeira da Prefeitura Municipal para escavar e retirar a ossada.

O corpo foi colocado em um saco de tecido e jogado no interior. Depois, foi soterrado com a terra de outro poço que foi cavado bem próximo do local.

Jornal Midiamax