Polícia

Empresa agropecuária é multada em R$ 58 mil por incêndio que atingiu reserva legal

A equipe foi ao local e os bombeiros já tinham quase conseguido extinguir o fogo

Diego Alves Publicado em 08/05/2021, às 21h46

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou uma empresa agropecuária em R$ 58 mil por incêndio que atingiu pastagem e vegetação protegida de reserva legal em Batayporã, cidade a 208 quilômetros de Campo Grande.

Policiais ambientais realizavam trabalhos preventivos de orientações nas propriedades rurais do município na operação Prolepse de prevenção aos incêndios florestais e receberam informações de uma equipe do Corpo de bombeiros de Nova Andradina ontem (7) no final da tarde, de que estava havendo um incêndio em uma propriedade rural, localizada a 10 km desta cidade.

A equipe foi ao local e os bombeiros já tinham quase conseguido extinguir o fogo. A PMA iniciou então levantamentos e a medição da dimensão do incêndio com uso de GPS e verificou que o fogo atingiu 37,41 hectares de pastagem e mais 3,39 hectares de vegetação nativa de área protegida de reserva legal da fazenda. Segundo representantes da empresa dona da propriedade, um curto circuito na rede elétrica teria dado causa ao incêndio.

A empresa, com domicílio jurídico em Nova Andradina, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 58 mil pela queima das áreas de proteção ambiental e de pastagem.

Jornal Midiamax