Polícia

Em MS, funcionária de metalúrgica é assediada, reclama ao supervisor e ouve que pode ser demitida

Vítima estava trabalhando há cinco meses na empresa

Thatiana Melo Publicado em 29/04/2021, às 08h58

None
(Ilustrativa)

Uma mulher de 27 anos procurou a delegacia de Três Lagoas a 338 quilômetros de Campo Grande, nesta quarta-feira (28), depois de ser assediada e ameaçada de perder o emprego ao fazer a denúncia. Ela está trabalhando na empresa há cinco meses.

A vítima disse na delegacia que no dia 24 deste mês estava em seu local de trabalho quando teria ido até uma sala para buscar um material de limpeza quando um colega chegou por trás e passou as mãos em suas nádegas e depois tentou beijá-la a força.

Ela ainda contou que o autor tentou passar as mãos em seus seios e ela o afastou dizendo que ligaria para seu marido. A mulher foi até o RH da empresa para fazer a denúncia, sendo que no dia seguinte o seu supervisor a teria advertido falando que ela corria o risco de perder o emprego e que era para fazer o registro da ocorrência na delegacia em outro momento.

O caso foi registrado como importunação sexual.

Jornal Midiamax