Polícia

Em cinco dias, oito agressores são presos e levados para a Deam

Em cinco dias a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) registrou 120 ocorrências entre violência doméstica a estupro de vulnerável. Oito agressores foram presos e levados para a delegacia. Os números são correspondentes do dia 12 de mês até está quarta-feira (17), em que foram contabilizadas 120 ocorrências, sendo cinco mandados de prisão cumpridos, […]

Thatiana Melo Publicado em 17/02/2021, às 09h47

(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Em cinco dias a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) registrou 120 ocorrências entre violência doméstica a estupro de vulnerável. Oito agressores foram presos e levados para a delegacia.

Os números são correspondentes do dia 12 de mês até está quarta-feira (17), em que foram contabilizadas 120 ocorrências, sendo cinco mandados de prisão cumpridos, duas importunações sexuais registradas, três prisões em flagrante feitas, 14 registros de lesão corporal/ violência doméstica.

Além de 50 boletins de ameaça registrados e 1 crime de estupro de vulnerável registrado. Em relação ao ano passado, os números são bem similares com 127 ocorrências registradas.

No domingo (14), uma adolescente de 16 anos registrou uma denúncia contra um motorista de aplicativo que teria abusado dela durante om trajeto de uma corrida até a sua casa. Ela disse que o homem começou a falar que era bonita, e teria colocado o braço para trás e passado as mãos em suas partes íntimas.

O motorista negouo crime através da sua rede social. O motorista relatou que um rapaz teria pedido a corrida e pagou antecipado os R$ 5. No entanto, a jovem entrou no carro e mudou a rota, que daria um valor acima do estipulado anteriormente. “Questionei e ela simplesmente começou a me desrespeitar dentro do meu carro”, disse.

Ainda conforme o motorista, ele simplesmente parou o carro e disse para ela descer, depois foi embora. “Sou pai de família e jamais me prestaria a um papel como esse”, afirmou. O suspeito ainda relatou que também registrou boletim de ocorrência. “Não sou nenhum safado, estuprador”, disse.

Jornal Midiamax