Polícia

Dono de chácara é autuado por degradar matas ciliares do Rio Verde com construção

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Coxim autuou um dono de chácara em R$ 5 mil por construção de área de lazer degradando áreas protegidas de matas ciliares do Rio Verde Segundo a polícia, agentes realizavam fiscalização no rio Verde ontem (4) à tarde e localizaram à margem direita do rio, em uma propriedade rural […]

Diego Alves Publicado em 05/02/2021, às 19h56

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Coxim autuou um dono de chácara em R$ 5 mil por construção de área de lazer degradando áreas protegidas de matas ciliares do Rio Verde

Segundo a polícia, agentes realizavam fiscalização no rio Verde ontem (4) à tarde e localizaram à margem direita do rio, em uma propriedade rural no município de Rio Verde de Mato Grosso, a 3 km da cidade, construções em alvenaria dentro de área de mata ciliar do rio (área de preservação permanente).

Ainda de acordo com a PMA, o proprietário da uma chácara de 71 anos, residente em Rio Verde de Mato Grosso, estava com construção em andamento de uma casa em alvenaria, localizada a 20 metros e um quiosque a 10 metros da margem do rio, em local onde deveriam ser preservados obrigatoriamente um total de 30 metros. Houve retirada da vegetação e, mais afastado, a colocação de areia para quadra de esportes.

As atividades foram interditadas. Pela infração administrativa, o infrator recebeu multa de R$ 5 mil. Ele também responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de um a três anos de detenção. O autuado ainda foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental estadual um plano de recuperação da área degradada e alterada.

Jornal Midiamax