Polícia

Dona de sítio é multada em R$ 8,7 mil por exploração e armazenamento ilegal de madeira em toras

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Três Lagoas multou a dona de um sítio, localizado na região de Batuíra, à margem da MS-320, por derrubar e armazenar ilegalmente madeira, na manhã deste sábado (6). A equipe encontrou a madeira de diversas espécies que era explorada em formato de toras de grande porte, sem a documentação […]

Fábio Oruê Publicado em 06/02/2021, às 19h45 - Atualizado às 19h52

Toras das madeiras exploradas. (Foto: Divulgação/ PMA)
Toras das madeiras exploradas. (Foto: Divulgação/ PMA) - Toras das madeiras exploradas. (Foto: Divulgação/ PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Três Lagoas multou a dona de um sítio, localizado na região de Batuíra, à margem da MS-320, por derrubar e armazenar ilegalmente madeira, na manhã deste sábado (6). A equipe encontrou a madeira de diversas espécies que era explorada em formato de toras de grande porte, sem a documentação ambiental.

A polícia fiscalizava as propriedades rurais do município e verificaram que a proprietária do sítio, de 55 anos, estava derrubando árvores e serrando a madeira ilegalmente e armazenando na sua propriedade, a cerca de 70 km da cidade.

Os policiais apreenderam 29,11 m³ de madeira para a qual não havia o Documento de Origem Florestal (DOF). O DOF é o documento do órgão ambiental para se ter em depósito, beneficiar ou transportar qualquer produto florestal.

A infratora, que mora em Três Lagoas, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 8,7 mil. Ela também responderá por crime ambiental, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax