Polícia

Disque 100: Após 4 anos de estupros, enteada e filha se unem para denunciar homem em MS

Uma das vítimas ainda contou que colocava absorventes para que o autor desistisse de estuprá-la

Thatiana Melo Publicado em 23/11/2021, às 10h03

None
(Ilustrativa)

Após passarem quatro anos sendo estupradas por um homem de 37 anos, duas adolescentes, de 12 e 14 anos, tomaram coragem para denunciar o autor pelo Disque 100 em Mato Grosso do Sul. 

A denúncia ao Conselho Tutelar foi feita em junho de 2020, quando as conselheiras foram até a residência das vítimas, que confirmaram os abusos. O homem acabou preso e condenado a 20 anos de prisão para cada vítima. Um total de 40 anos de reclusão. A sentença foi proferida no dia 19 deste mês.

Consta na denúncia que o homem estuprava a filha dede que ela tinha 10 anos, a tratando como ‘esposa’. Os abusos perduraram por dois anos. A enteada era estuprada desde os 12 anos, e também foi abusada durante dois anos.

Os estupros sempre ocorriam durante a noite. Uma das vítimas ainda contou que colocava absorventes para que o autor desistisse de estuprá-la, fingindo estar menstruada. A descoberta aconteceu após as vítimas contarem uma para a outra sobre os abusos que sofriam.

O autor passou a ameaçá-las, dizendo: "se vocês contarem para a mãe de vocês, eu mato as três, fujo e nunca vão me encontrar". Depois disso, o homem acabou preso e denunciado pelos crimes. 

Jornal Midiamax