Polícia

Desorientação espacial pode ter ocasionado queda de avião que matou dois em MS

Polícia ainda investiga o acidente com a queda da aeronave particular

Renata Portela Publicado em 14/05/2021, às 15h52

Aeronave foi encontrada em um milharal
Aeronave foi encontrada em um milharal - (Divulgação)

Ainda no início das investigações sobre a queda da aeronave monomotor, prefixo PU-VVB, que ocorreu na manhã de quinta-feira (13), a Polícia Civil vê um primeiro cenário que remete à desorientação espacial, ou ‘vertigem de piloto’. O avião era pilotado por Valquírio Baseggio e ocupado também pelo sobrinho Rubens Borgo, que morreram no acidente.

A queda da aeronave aconteceu na região de São Gabriel do Oeste, aproximadamente 130 quilômetros distante de Campo Grande. Inicialmente, foi falado em mau tempo ou pane na aeronave. No entanto, a delegada Ana Cláudia Medina, titular da Dracco (Departamento de Repressão a Corrupção e ao Crime Organizado), responsável pelas investigações, afirmou que o primeiro cenário do acidente remete à desorientação espacial.

Ainda de acordo com a autoridade policial, ainda é cedo para falar o que pode ter ocasionado isso e que a Polícia Civil segue apurando todos os dados. Também pela leitura do voo via radar, acredita-se que Valquírio retornaria para São Gabriel do Oeste, momentos após ter decolado, mas acabou sofrendo a queda.

Desorientação espacial é a condição em que o piloto não consegue determinar acuradamente a localização da superfície terrestre. Com isso, acaba experimentando ilusões sensoriais, que podem levar o piloto a se sentir desorientado.

Queda da aeronave

No fim da tarde de quinta-feira, foi informado o desaparecimento da aeronave, que tinha saído de São Gabriel do Oeste com destino ao Rio Grande do Sul. O avião decolou entre 6 e 7 horas da manhã e desapareceu no radar, sendo encontrado já no fim da tarde em um milharal entre São Gabriel e Bandeirantes.

A aeronave era de pequeno porte, modelo RV-9, foi encontrada por equipes do Esquadrão Pelicano da Força Aérea Brasileira e do Corpo de Bombeiros de Coxim.  O voo seria realizado em quatro horas e a aeronave tinha autonomia para cinco horas. Por não chegar ao destino, foi acionado o Salvaero (Serviço de Busca e Salvamento) da FAB (Força Aérea Brasileira).

Valquírio e Rubens foram encontrados mortos no momento em que as equipes de salvamento, chegaram ao local. O piloto, conhecido como “Mané”, era muito conhecido na região, como produtor rural em Coxilha (RS) e Mato Grosso do Sul, publicou o site gaúcho, O Nacional. Bassegio também era presidente do Clube de Tiro e Caça de Passo Fundo, além de destacado colecionador de veículos antigos.

Jornal Midiamax